abril acabar acontecer admin afirmo agosto agradecer ah ai ajuda alegria algua alguma alheia almeida ama amar amor ansiedade aonica apegue-se appeared aprenda aprendendo aprender aproveite assunto ata banalizar boas ca cabe caminho capacidade capazes cicatrizes cintia coisas comeasso confianassa coraassapso coragem costas criar cuidado deixa deixar deixe delas depressapso desejo despedida desperte deus devemos dezembro dias dinheiro disposto doaassapso dor ego enfim ensina entapso errado erros escolhas escolher espinho espinhos espiritual esponja estamos estapso esteja estiver estresse existe existem existir fa faassa falando felicidade feliz felizes fev fevereiro ficar filtro fique first fiz flor forassa forte fosse frases frente fundo gente gilson gosta gostaria gratidapso ha heranassa idade importa importante ir iria ja jago jamais janeiro jesus julgamentos julho juliana junho juntas junto juntos la leia lhe liberdade lindas livre lo ma maio maneiras mantra mantras marasso medo melhor melhores mensagens mente mesmo mestre mim morte motivaassapso muda mudar mulheres mundo negatividade ningua nishiyama novembro olha olhar on oraassapso ouassa outubro ouvir pai palavras parede participar passa paz pensa pensamentos perdemos perguntas permanecer pertinvolzes pessoa pessoas pior post postado postagens pra precisa pria prio problemas provavelmente qualquer queira questaues quiser raiva real realmente refletir reflexapso relaassaues relacionamento relacionamentos respostas reze ria rias rio sa saber saiba seja sejam sejamos seletivos sentimento sentimentos sentir sera setembro sexo si simpatia sinais solidapso sozinho sucesso supere tamanho tamba tempo tenha the tipo toma torna total tra tristeza trofa universo utilidade valorizar vamos veja velho veneno verdade verdadeiro vida vive viver vontade vou

domingo, 31 de janeiro de 2010

Depoimento André Bragantini Sindrome de Gilles de La Tourette


Por volta dos sete anos de idade André despertou a atenção de seus pais para uns tiques nos olhos e na boca, o que foi considerado coisa normal da idade na época. Com o tempo, os pequenos gritos e espasmos com as pernas e braços aumentaram e, então, a família iniciou uma peregrinação por diversos médicos, passando por rituais e religiões, para tentar descobrir qual era o problema. Mas foi só com aproximadamente 22 anos que André finalmente conseguiu um diagnóstico: era portador da Síndrome de Gilles de La Tourette, culpada pelos espasmos involuntários no corpo e na voz. A síndrome não tem cura definitiva, não se pode fazer muita coisa além de tomar remédios e fazer terapia. Outra alternativa é uma cirurgia pouco realizada ainda. André foi o quarto paciente no país a submeter-se a uma cirurgia que consiste na colocação de dois eletrodos no cérebro que são ligados por um fio até um marca-passo, colocado na região do tórax, que controla os espasmos e os diminui muito. A paixão pela velocidade foi um grande trunfo para que André levasse uma vida normal. Como sempre foi apaixonado automobilismo, sendo seu tio e pai pilotos, começou a correr de kart aos 10 anos. Aos 16, estreou bem no automobilismo profissional, levando de cara o prêmio da Categoria Novato. Hoje, é piloto profissional, já foi campeão de diversas categorias regionais e nacionais e atualmente participa da Copa Vicar, a 2ª categoria da família Stock Car. Já participou por algumas temporadas da própria Stock Car, conquistando ótimos resultados, além do mais importante: o respeito.

Fonte:http://especial.viveravida.globo.com/portal-da-superacao/

Fonte: http://especial.viveravida.globo.com/portal-da-superacao/

sábado, 30 de janeiro de 2010

Depoimento Gisele Oliveira Superação



Quando o marido de Gisele ficou desempregado, a vida da família ficou de cabeça para baixo. Com três filhos para criar, precisavam encontrar uma alternativa para sustentar a família. Com o dinheiro da indenização, compraram uma Kombi e ele foi vender ovos. Já Gisele, com a ajuda dos meninos, foi vender “Dudu” (suco de frutas embalado em saquinhos) para reforçar a renda familiar. Nos fins de semana, não tinha descanso: o casal ia para as praias vender peixe frito e refrigerante. O espírito empreendedor de Gisele falou mais alto e eles não pararam por aí. Começaram a comprar panelas e louças para vender. Ela ainda trabalhava na parte administrativa da empresa do cunhado durante a tarde. Gisele acabou montando uma empresa que deu frutos e hoje tem até filial. Dois dos três filhos estão formados e o outro está quase lá. A união e o amor da família foram ingredientes essenciais para que as barreiras ficassem para trás.


Fonte: http://especial.viveravida.globo.com/portal-da-superacao/

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Depoimento Marina Maciel Doação



Marina descobriu que estava com um sério problema renal dois meses antes do casamento e que não poderia ter filhos. Ficou muito deprimida, achou que iria morrer e chegou a pensar em antecipar o seu “fim”. Seus dois rins paralisaram e a hemodiálise passou a fazer parte da sua nova rotina, que durou dois anos e meio. Seu irmão, Marcos, decidiu doar um rim e tentar dessa forma melhorar a qualidade de vida de Marina. A operação foi um sucesso e nove meses depois Marina ficou grávida. Seu filho, também Marcos, nasceu super saudável. Este ano Marina comemorou seu vigésimo segundo ano de transplantada, surpreendendo a todos que acreditaram em um curto tempo de vida para ela.


Fonte: http://especial.viveravida.globo.com/portal-da-superacao/

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Depoimento Robertp Britto Relacionamento



Ao término de seu casamento, Roberto não conseguiu chegar a um acordo com sua ex-esposa, Sandra e acabou partindo para o divórcio litigioso. O que se discutia eram bens materiais, mas a saúde de Roberto acabou sendo afetada pelo stress vivido durante o processo que durou sete anos. Roberto comia mal, dormia mal, engordou aproximadamente 40 kg e acabou se tornando diabético. No dia em que Roberto conseguiu enxergar o ponto de vista de sua ex-esposa, pode entendê-la e, a partir daí, começou um novo processo, desta vez buscando a compreensão e esquecendo a teimosia. Roberto conseguiu refazer sua vida afetiva e material. Hoje, mantém uma relação de amizade verdadeira com Sandra e admite que não valeu a pena todo o desgaste que tiveram.


Fonte:> http://especial.viveravida.globo.com/portal-da-superacao/

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Depoimento Antonio Marcos Super pai


O filho de Márcio, João Antônio, nasceu saudável e de parto normal. Meses depois, os pais começaram a perceber que ele não estava se desenvolvendo bem. Procuraram ajuda médica e foi constatado através de exames que o bebê era portador de Amiotrofia Espinhal Progressiva, uma doença degenerativa que iria comprometer seus movimentos pouco a pouco. É o que vem acontecendo. João está com 11 anos e meio e já perdeu muitos movimentos do seu corpo. O pai às vezes se abate, mas o menino, que é super inteligente, está sempre surpreendendo com sua forma otimista de ver a vida e de lidar com suas limitações e dificuldades.


Fonte: http://especial.viveravida.globo.com/portal-da-superacao/

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Depoimento João Luis Fróes Superação



João nasceu em uma família muito humilde do Rio Grande do Sul. Aos 10 anos, carregava sacos de laranjas nas costas para vender e ajudar a família. Também vendeu picolé. Aos 14 anos, começou a trabalhar à noite recolhendo garrafas vazias de um clube social. Sua mãe era servente de limpeza e seu pai sofria com o alcoolismo. Às vezes proibia os filhos até de comerem. Um dia, enquanto catava garrafas no clube, um frequentador do local resolveu ajudá-lo e o ofereceu uma vaga em um projeto. João se matriculou no curso de auxiliar de mecânico de equipamentos rodoviários e industriais. Ele só tinha a 5° série e era chamado de “Burrinho de óculos”, por usar óculos com lentes fundo-de-garrafa e perguntar sobre tudo. Depois do curso, conseguiu o primeiro emprego com carteira assinada na vida e desde então não parou de trabalhar. Era ele quem sustentava sua família, principalmente depois da morte de seu pai. Trabalhou como profissional de telemarketing, vendedor, policial militar, vigilante, técnico em segurança do trabalho. Trabalhava 12 horas por dia e ia estudar à noite para terminar o Ensino Médio. Foi efetivado na empresa, conseguiu se formar em Direito, e tem pós-graduação em Direito Empresarial. Hoje é casado, tem uma filha e trabalha em uma multinacional.

Fonte: http://especial.viveravida.globo.com/portal-da-superacao/

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Depoimento Mara Gabrili Tetraplégica


Em 1994, Mara estava voltando de um passeio em Paraty com uns amigos quando o carro em que estava capotou. Somente ela sentiu na pele as consequências do acidente. Enquanto os amigos deixaram o carro andando, ela quebrou o pescoço e perdeu todos os movimentos, inclusive os respiratórios. Ficou seis meses respirando com a ajuda de aparelhos e, quando não precisou mais deles, se sentiu tão independente que o fato de estar tetraplégica não pesou tanto, mesmo sabendo que suas chances de voltar a andar seriam de 1% – “Melhor do que zero”, segundo ela. Mara, que é publicitária e psicóloga por formação, começou a traçar novos rumos, iniciando assim sua trajetória como empreendedora social na busca por melhorar a qualidade de vida da pessoa com deficiência. Outro caminho que surgiu foi o de modelo. Além de campanhas publicitárias, Mara posou também para um ensaio sensual de uma revista que teve grande repercussão. Mara necessita de ajuda para movimentar seu corpo. Sua mente, no entanto, não para. Trabalha cerca de 10 horas por dia e acredita que “a felicidade é um estado de espírito que é indiferente à condição física”. Ela tem uma vida plena, digna e diz com toda a convicção que é uma mulher feliz.

Fonte:http://especial.viveravida.globo.com/portal-da-superacao/

domingo, 24 de janeiro de 2010

Depoimento Renata Vaz Obesidade



Renata começou a dançar balé aos sete anos. Ela era apaixonada pela dança e durante 10 anos se dedicou estudando e fazendo de tudo para um dia se formar, abrir sua academia e ser uma coreógrafa de sucesso. Pouco antes da sua formatura, foi informada de que não seria possível a conclusão por estar acima do peso. Aquilo foi um balde de água fria. Renata se sentiu humilhada, gorda e entrou num processo de depressão. Achava que ninguém iria se interessar por ela e chegou a ser criticada por seu baixo astral. Renata resolveu dar um basta em sua “história triste”, começando por aceitar seu corpo como ele é. Criou um blog dedicado a garotas gordinhas bem resolvidas e voltou para o balé decidida a se formar, mesmo estando acima do peso. Aos poucos, descobriu que existem muitas pessoas fantásticas, que não se importam com quilinhos a mais.

Fonte: http://especial.viveravida.globo.com/portal-da-superacao/

sábado, 23 de janeiro de 2010

Depoimento Daniela Amaral



Aos 21 anos, Daniela começou a passar muito mal. Fez inúmeros exames e descobriu que tinha insuficiência renal crônica, causada por uma doença chamada: Glomeruloesclerose segmentar e focal. Na época, estava no início do casamento e o médico avisou que ela nunca poderia ter filhos. Daniela passou 10 anos fazendo tratamentos sem precisar de hemodiálise e mesmo sem a aprovação dos médicos, engravidou. Como esperado, quando teve o filho, ficou muito mal de saúde. Não conseguia andar, ficou inconsciente durante alguns dias e teve que fazer hemodiálise para se reerguer. Os médicos disseram que ela poderia ter uma chance se fizessem um transplante de rim. O procedimento foi feito com o rim de sua mãe, mas infelizmente a doença voltou. Nesse momento, Daniela entrou em depressão profunda e por pouco não tirou a própria vida. Foi muito dificil aceitar a hemodiálise como parte do seu cotidiano. Mas era necessário e a forma de sobreviver. Hoje, ela está muito bem, trabalha, cuida do seu filho e faz hemodiálise, que não é mais uma tristeza em sua vida, mais sim uma aliada.
Daniela e seu filho


Fonte: http://especial.viveravida.globo.com/portal-da-superacao/

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Depoimento AlaricoMoura Paraatleta - Youtube



Depoimento do Alarico Moura, para atleta, oito vezes campeão carioca de mountain bike, na novela Viver a Vida, da TV Globo. Essa versão é estendida.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Lição de Vida Valéria Polizzi HIV - Youtube



Depoimento: Valéria Polizzi, ela convive há anos com o vírus do HIV e nunca perdeu a esperança na vida


Novela Viver a vida

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Lição de Vida - Youtube



Depoimento exibido na penultima semana da novela Paginas da Vida

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

domingo, 17 de janeiro de 2010

Só agora me dei conta que este blog pode servir de ajuda para mim mesmo desabafar e até mesmo refletir a vida.

Minha vida não é perfeito, e tenho certeza que a de vocês também não, mas deixemos nossos problemas de lado e pensemos no quão importante é nossa vida e o quão ruim seria se morressemos agora e não deixassemos nada de bom ao mundo...

Por hoje deixo essa linda frase pra vocês

" Se não houver frutos valeu a beleza das flores.
Se não houver flores, valeu a sombra das folhas.
Se não houver folhas valeu a intenção da semente. "

Lição de vida Discriminação - Youtube



Vídeo da novela Páginas da Vida

sábado, 16 de janeiro de 2010

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Lição de Vida Pare de fumar - youtube



Essa mensagem foi apresentada no final do 5° capitulo da novela Viver a vida

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Olá amigos e amigos

Primeiramente gostaria de agradecer a todos pelos elogios que sempre me são feitos...

Atualmente estou sempre postando esses vídeos que aparecem na novela, pois são realmente de emocionar...

a gente pensa que o mundo tá acabado pra gente, e tem gente com mais problemas e com uma lição de vida a nos ensinar...

Somos o que os outros querem e as vezes vivemos infelizes por acharmos que a nossa felicidade está nos outros e não em nos mesmos. Vamos pensar nisso???

Tenho certeza que seremos mais felizes se deixarmos de lado o que os outros pensam e agirmos da maneira como achamos certo.

Mensgens Especiais - Youtube




Quem nunca passou por alguma dessas situações que aqui citei se não passou ainda tem muito que viver. vivemos em constante aprendizado

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Lição de Vida de garota com sindrome de Down - Youtube



Mensagem apresentada na novela Páginas da vida

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Lição de vida Cachorros - Youtube




Se prestarmos atenção, os cães dão-nos lições de transparência e de honestidade: em vez de dizermos uma coisa com as palavras e outra com o olhar, o melhor é estarmos calados e não fingirmos. Abanar a cauda é, portanto, mostrar coerência. Se o cão tem tantos amigos é porque abana a cauda em vez da língua. Outra lição canina prende-se com a fidelidade e com o amor incondicional do nosso cão: quando Ulisses regressou a Ítaca, vindo da guerra de Tróia, tinham passado 20 anos e só o cão é que o reconheceu. Porque será?

domingo, 10 de janeiro de 2010

sábado, 9 de janeiro de 2010

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Um video que mudará sua vida



Assista esse video de auto-ajuda e torne e muda sua visão em relação a forma com que vive.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

O idiota e a moeda

'Conta-se que numa cidade do interior um grupo de pessoas se divertia com o idiota da aldeia. Um pobre coitado, de pouca inteligência, vivia de pequenos biscates e esmolas. Diariamente eles chamavam o idiota ao bar onde se reuniam e ofereciam a ele a escolha entre duas moedas: uma grande de 400 REIS e outra menor de 2.000 REIS. Ele sempre escolhia a maior e menos valiosa, o que era motivo de risos para todos. Certo dia, um dos membros do grupo chamou-o e lhe perguntou se ainda não havia percebido que a moeda maior valia menos. Eu sei, respondeu o tolo. 'Ela vale cinco vezes menos, mas no dia que eu escolher a outra, a brincadeira acaba e não vou mais ganhar minha moeda'.

Podem-se tirar várias conclusões dessa pequena narrativa:

A primeira: Quem parece idiota, nem sempre é.
A segunda: Quais eram os verdadeiros idiotas da história?
A terceira: Se você for ganancioso, acaba estragando sua fonte de renda.

Mas a conclusão mais interessante é: A percepção de que podemos estar bem, mesmo quando os outros não têm uma boa opinião a nosso respeito.

Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas sim, quem realmente somos..
O maior prazer de um homem inteligente é bancar o idiota diante de um idiota que banca o inteligente.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

O Repórter

Chegando ao céu um repórter não se conteve e quis uma entrevista exclusiva com Deus. Depois de conseguir espaço na agenda lá estava ele, nervoso, diante do todo-poderoso. Primeiramente, o repórter agradece o tempo dedicado a ele, ao que Deus responde sorrindo:

- O meu tempo chama-se eternidade e chega para tudo. O que é que queres saber?
- Nada que seja muito difícil para Deus. Quero saber qual o maior pecado dos seres humanos?”

Ele respondeu:

- Eles fartam-se de ser criança, e tem pressa por crescer, depois suspiram por voltar a ser criança… Primeiro perdem a saúde para ter dinheiro e logo em seguida perdem o dinheiro para ter saúde… Pensam tão ansiosamente no futuro que descuidam o presente e assim não vivem nem o presente e nem o futuro…Vivem como se fossem morrer e morrem como se não tivessem vivido.

Ao ouvir, o repórter nada falou, e se retirou da sala.

Tudo tem seu tempo, aproveite bem.
A hora de brincar.
A hora de trabalhar.
A hora de rezar.
A hora de criar.
Crie em sua volta o “equilíbrio”.
Ontem é passado, hoje é presente, o amanhã é de Deus.

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

AS COISAS NEM SEMPRE SÃO O QUE PARECEM

Dois Anjos viajantes pararam para passar a noite na casa de uma família muito rica. A família era rude e não permitiu que os Anjos ficassem no quarto de hóspedes da mansão. Em vez disso, deram aos Anjos um espaço pequeno no frio sótão da casa. À medida que eles faziam a cama no duro piso, o Anjo mais velho viu um buraco na parede e o tapou. Quando o Anjo mais jovem perguntou: por que?, o Anjo mais velho respondeu:
"As coisas nem sempre são o que parecem".

Na noite seguinte, os dois anjos foram descansar na casa de um casal muito pobre, mas o senhor e sua esposa eram muito hospitaleiros. Depois de compartilhar a pouca comida que a família pobre tinha, o casal permitiu que os Anjos dormissem na sua cama onde eles poderiam ter uma boa noite de descanso. Quando amanheceu, ao dia seguinte, os anjos encontraram o casal banhado em lágrimas. A única vaca que eles tinham, cujo leite havia sido a única entrada de dinheiro, jazia morta no campo. O Anjo mais jovem estava furioso e perguntou ao mais velho: "como você permitiu que isto acontecesse? O primeiro homem tinha de tudo e, no entanto, você o ajudou"; o Anjo mais jovem o acusava. "A segunda família tinha pouco, mas estava disposta a compartilhar tudo, e você permitiu que a vaca morresse".

"As coisas nem sempre são o que parecem," respondeu o anjo mais velho. "Quando estávamos no sótão daquela imensa mansão, notei que havia ouro naquele buraco da parede. Como o proprietário estava obcecado com a avareza e não estava disposto a compartilhar sua boa sorte, fechei o buraco de maneira que ele nunca mais o encontraria."

"Depois, ontem à noite, quando dormíamos na casa da família pobre, o anjo da morte veio em busca da mulher do agricultor. E eu lhe dei a vaca em seu lugar.
As coisas nem sempre são como parecem."

Algumas vezes, isso é exatamente o que acontece quando as coisas não saem da maneira como esperamos. Se você tiver fé, somente necessita confiar que sejam quais forem as coisas que aconteçam, sempre serão uma vantagem para você. E talvez você venha a compreender isto só um pouco mais tarde…

Acredite e seja muito Feliz!!

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

NUMA AULA DE FILOSOFIA

Numa aula de Filosofia, o Professor queria demonstrar um conceito aos seus alunos. Para tanto, ele pegou um vaso de boca larga e dentro colocou, primeiramente, algumas pedras grandes. Então perguntou à classe:
- Está cheio?

Pelo que viam, o vaso estava repleto, por isso, os alunos juntos responderam:
- Sim!

O professor então pegou um balde de pedregulhos e virou dentro do vaso. Os pequenos pedregulhos se alojaram nos espaços entre as pedras grandes. Então, ele perguntou aos alunos:
- E agora, está cheio?

Desta vez, alguns estavam hesitantes, mas a maioria respondeu:
-Sim!

Continuando, o professor levantou uma lata de areia e começou a derramar a areia dentro do vaso. A areia preencheu os espaços entre as pedras e os pedregulhos. E, pela terceira vez, o professor perguntou:
- Então, está cheio?

Agora, a maioria dos alunos estava receosa, mas, novamente muitos responderam:
- Sim!

Finalmente, o professor pegou um jarro com água e despejou o líquido dentro do vaso. A água encharcou e saturou a areia. Neste ponto, o professor perguntou para a classe:
- Qual o objetivo desta demonstração?

Um jovem aluno levantou a mão e respondeu:
- Não importa quanto a "agenda" da vida de alguém esteja cheia, ele sempre conseguira "espremer" dentro, mais coisas!

- Não exatamente! Respondeu o professor. O ponto é o seguinte: A menos que você, em primeiro lugar, coloque as pedras grandes dentro do vaso, nunca mais conseguirá coloca-las lá dentro.
- Vamos! Experimente. Disse o professor ao aluno, entregando-lhe outro vaso igual ao primeiro, com a mesma quantidade de pedras grandes, de pedregulhos, de areia e de água.

O aluno, começou a experiência, colocando a água, depois a areia, depois os pedregulhos e por último, tentou colocar as pedras grandes. Verificou, surpreso, que elas não couberam no vaso. Ele já estava repleto com as coisas menores. Então, o professor explicou para o rapaz:

- As pedras grandes são as coisas realmente importantes de sua vida: seu crescimento pessoal e espiritual. Quando você dá prioridade a isso e mantém-se "aberto" para o novo, as demais coisas se ajustarão por si só: seus relacionamentos (família, amigos), suas obrigações (profissão, afazeres), seus bens e direitos materiais e todas as demais coisas menores que completam a vida. Mas, se você preencher sua vida somente com as coisas pequenas, então aquelas que são realmente importantes, nunca terão espaço em sua vida.

Recomece. É uma boa sugestão. Esvazie seus vasos (mental, emocional) e comece a preenche-los com as pedras grandes. Ainda há tempo.

domingo, 3 de janeiro de 2010

UMA LENDA CHINESA

Era uma vez, uma jovem chamada Lin, que se casou e foi viver com o marido na casa da sogra. Depois de algum tempo, começou a ver que não se adaptava à sogra. Os temperamentos eram muito diferentes e Lin cada vez se irritava mais com os hábitos e costumes da sogra, que criticava cada vez com mais insistência.
Com o passar dos meses, as coisas foram piorando, a ponto de a vida se tornar insuportável. No entanto, segundo as tradições antigas da China, a nora tem que estar sempre ao serviço da sogra e obedecer-lhe em tudo. Mas Lin, não suportando por mais tempo a ideia de viver com a sogra, tomou a decisão de ir consultar um Mestre, velho amigo do seu pai.
Depois de ouvir a jovem, o Mestre Huang pegou num ramalhete de ervas medicinais e disse-lhe: "Para te livrares da tua sogra, não as deves usar de uma só vez, pois isso poderia causar suspeitas. Vais misturá-las com a comida, pouco a pouco, dia após dia, e assim ela vai-se envenenando lentamente. Mas, para teres a certeza de que, quando ela morrer, ninguém suspeitará de ti, deverás ter muito cuidado em tratá-la sempre com muita amizade. Não discutas e ajuda-a a resolver os seus problemas."
Lin respondeu: "Obrigado, Mestre Huang, farei tudo o que me recomenda".
Lin ficou muito contente e voltou entusiasmada com o projecto de assassinar a sogra.
Durante várias semanas, Lin serviu, dia sim dia não, uma refeição preparada especialmente para a sogra. E tinha sempre presente a recomendação de Mestre Huang para evitar suspeitas: controlava o temperamento, obedecia à sogra em tudo e tratava-a como se fosse a sua própria mãe. Passados seis meses, toda a família estava mudada. Lin controlava bem o seu temperamento e quase nunca se aborrecia. Durante estes meses, não teve uma única discussão com a sogra, que também se mostrava muito mais amável e mais fácil de tratar com ela. As atitudes da sogra também mudaram e ambas passaram a tratar-se como mãe e filha. Certo dia, Lin foi procurar o Mestre Huang, para lhe pedir ajuda e disse-lhe: "Mestre, por favor, ajude-me a evitar que o veneno venha a matar a minha sogra. É que ela transformou-se numa mulher agradável e gosto dela como se fosse a minha mãe. Não quero que ela morra por causa do veneno que lhe dou." Mestre Huang sorriu e abanou a cabeça: "Lin, não te preocupes. A tua sogra não mudou. Quem mudou foste tu. As ervas, que te dei, são vitaminas para melhorar a saúde. O veneno estava nas suas atitudes, mas foi sendo substituído pelo amor e carinho que lhe começaste a dedicar. "

Na China, há um provérbio que diz: "A pessoa que ama os outros também será amada".

Os árabes têm outro que diz: "O nosso inimigo não é aquele que nos odeia, mas aquele que nós odiamos."

sábado, 2 de janeiro de 2010

O PAI NÃO DESISTE

Havia um homem muito rico, que possuía muitos bens, uma grande fazenda, muito gado e vários empregados à seu serviço. Tinha ele um único filho, um único herdeiro, que ao contrário do pai não gostava do trabalho, nem de compromissos. O que ele mais gostava era fazer festas e estar com seus amigos e de ser "bajulado" por eles.

Seu pai sempre o advertia, que seus amigos só estavam ao seu lado enquanto ele tivesse o que lhes oferecer, depois o abandonariam. Os insistentes conselhos do pai, lhe retiniam aos seus ouvidos e logo se ausentavam, sem dar o mínimo de atenção.

Um dia, o velho pai, já avançado na idade disse aos seus empregados para construírem um pequeno celeiro e, dentro do celeiro ele mesmo fez uma forca e junto à ela uma placa com os dizeres:
"PARA VOCÊ NUNCA MAIS DESPREZAR AS PALAVRAS DO SEU PAI".

Mais tarde, chamou o filho e o levou até o celeiro e disse:
- Meu filho, eu já estou velho e, quando eu partir, você tomará conta de tudo o que é meu, e sei qual será o seu futuro... você vai deixar a fazenda nas mãos dos empregados, irá gastar todo o seu dinheiro com os amigos, irá vender os animais e os bens para se sustentar. E quando não tiver mais dinheiro, seus amigos vão se afastar de você. E quando você não tiver mais nada, vai se arrepender amargamente de não ter me dado ouvidos. E por isso, eu construí essa forca. Sim, ela é para você e quero que Você me prometa que se acontecer o que eu disse, você se enforcará nela!

O jovem riu, achou um absurdo mas, para não contrariar seu pai, prometeu E pensou que jamais isso pudesse acontecer. O tempo passou, o pai morreu e seu filho tomou conta de tudo mas, assim como se havia previsto, o jovem gastou tudo, vendeu os bens, perdeu os amigos e a própria dignidade.

Desesperado e aflito, começou a refletir sobre sua vida e viu que havia
sido um tolo, lembrou-se do seu pai e começou a
chorar e dizer:
- Ah, meu pai, se eu tivesse ouvido os teus conselhos... mas agora é tarde, tarde demais...

Pesaroso, o jovem levantou os olhos e longe avistou o pequeno celeiro, era a única coisa que lhe restava. A passos lentos, se dirigiu até lá e viu a forca e a placa empoeirada e disse:
- Eu nunca segui as palavras do meu pai, não pude alegra-lo enquanto estava vivo, mas pelo menos vou fazer a vontade dele, vou cumprir minha promessa, já que não me resta mais nada...

Então ele subiu nos degraus e colocou a corda no pescoço e disse:
- Ah se eu tivesse uma nova chance...Então pulou; sentiu por um instante a corda apertar sua garganta. Mas, o braço da forca era oco e quebrou-se facilmente. O rapaz caiu no chão e sobre ele, caíram jóias, esmeraldas, pérolas, diamantes, rubis e muito ouro. A forca estava cheia de pedras preciosas e um bilhete que dizia:
"ESSA É A SUA NOVA CHANCE, EU TE AMO MUITO!

ASS: SEU PAI"

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

ESCOLA DA VIDA

As escolas nos ensinam tudo, menos a viver.
Um sábio atravessava de barco um rio e, conversando
com o barqueiro, perguntou :
-- Diga-me uma coisa : você sabe botânica ?

O barqueiro olhou para o sábio e respondeu :
-- Não muito, senhor. Não sei que história é essa.

-- Você não sabe botânica, a ciência que estuda as plantas ?
Que pena ! Você perdeu parte de sua vida.

O barqueiro continua remando; pergunta novamente o sábio :
-- Diga-me uma coisa : você sabe astronomia ?

O coitado do caiçara coçou a cabeça e disse :
-- Não senhor, não sei o que é astronomia.

-- Astronomia é a ciência que estuda os astros, o espaço,
as estrelas.
Que pena ! Você perdeu parte da sua vida.

E assim foi perguntando a respeito de cada ciência :
astrologia, física, química, e de nada o barqueiro sabia.

E o sábio sempre terminava com seu refrão :
"Que pena ! Você perdeu parte da sua vida".

De repente, o barco bateu contra uma pedra,
rompeu-se e começou a afundar.

O barqueiro perguntou ao sábio:
-- O senhor sabe nadar ?

-- Não, não sei.

-- Que pena, o senhor perdeu a sua vida !