abril acabar acontecer admin afirmo agosto agradecer ah ai ajuda alegria algua alguma alheia almeida ama amar amor ansiedade aonica apegue-se appeared aprenda aprendendo aprender aproveite assunto ata banalizar boas ca cabe caminho capacidade capazes cicatrizes cintia coisas comeasso confianassa coraassapso coragem costas criar cuidado deixa deixar deixe delas depressapso desejo despedida desperte deus devemos dezembro dias dinheiro disposto doaassapso dor ego enfim ensina entapso errado erros escolhas escolher espinho espinhos espiritual esponja estamos estapso esteja estiver estresse existe existem existir fa faassa falando felicidade feliz felizes fev fevereiro ficar filtro fique first fiz flor forassa forte fosse frases frente fundo gente gilson gosta gostaria gratidapso ha heranassa idade importa importante ir iria ja jago jamais janeiro jesus julgamentos julho juliana junho juntas junto juntos la leia lhe liberdade lindas livre lo ma maio maneiras mantra mantras marasso medo melhor melhores mensagens mente mesmo mestre mim morte motivaassapso muda mudar mulheres mundo negatividade ningua nishiyama novembro olha olhar on oraassapso ouassa outubro ouvir pai palavras parede participar passa paz pensa pensamentos perdemos perguntas permanecer pertinvolzes pessoa pessoas pior post postado postagens pra precisa pria prio problemas provavelmente qualquer queira questaues quiser raiva real realmente refletir reflexapso relaassaues relacionamento relacionamentos respostas reze ria rias rio sa saber saiba seja sejam sejamos seletivos sentimento sentimentos sentir sera setembro sexo si simpatia sinais solidapso sozinho sucesso supere tamanho tamba tempo tenha the tipo toma torna total tra tristeza trofa universo utilidade valorizar vamos veja velho veneno verdade verdadeiro vida vive viver vontade vou

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Não diga as crianças.



Pediatra lista 10 coisas que não devemos dizer para as crianças.

Vale a pena ler, já que isso pode influenciar (e muito!) na personalidade delas.

1 – Não rotule seu filho de pestinha, chato, lerdo ou outro adjetivo agressivo, mesmo que de brincadeira. Isso fará com que ele se torne realmente isso.

2 – Não diga apenas sim. Os nãos e porquês fazem parte da relação de amizade que os pais querem construir com os filhos.

3 – Não pergunte à criança se ela quer fazer uma atividade obrigatória ou ir a um evento indispensável. Diga apenas que agora é a hora de fazer.

4 – Não mande a criança parar de chorar. Se for o caso, pergunte o motivo do choro ou apenas peça que mantenha a calma, ensinando assim a lidar com suas emoções.

5 – Não diga que a injeção não vai doer, porque você sabe que vai doer. A menos que seja gotinha, diga que será rápido ou apenas uma picadinha, mas não engane.

6 – Não diga palavrões. Seu filho vai repetir as palavras de baixo calão que ouvir.

7 – Não ria do erro da criança. Fazer piada com mau comportamento ou erros na troca de letras pode inibir o desenvolvimento saudável.

8 – Não diga mentiras. Todos os comportamentos dos pais são aprendidos pelos filhos e servem de espelho.

9 – Não diga que foi apenas um pesadelo e mande voltar para a cama. As crianças têm dificuldade de separar o mundo real do imaginário. Quando acontecer um sonho ruim, acalme seu filho e leve-o para a cama, fazendo companhia até dormir.

10 – Nunca diga que vai embora se não for obedecido. Ameaças e chantagens nunca são saudáveis.

Veja mais dicas como estas em nosso blog! http://pkids.co/1uj7Fru

(fonte: http://pkids.co/1dgVMHV)



quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Felicidade nas pequenas coisas



Os 6 E’s da motivação


via Byline

Muitas pessoas sofrem quando a segunda-feira está chegando. Acordar para ir ao trabalho fica torturante. As horas parecem não passar e o desânimo toma conta. Não aguentam esperar que os dias passem e ficam querendo que seja sexta-feira. O desânimo aumenta porque ninguém as motiva ou lhes dão reconhecimento. Se você está assim significa que você caiu na armadilha da desmotivação e está na expectativa que alguém resolva isso para você. Cuidado! Se não quer se afundar mais pare de cavar.
Devemos entender que a nossa principal motivação deve ser trazida de dentro para fora por nós mesmos. Não dá para entregar algo tão importante em nossas vidas nas mãos das outras pessoas ou na expectativa de que algo bom nos aconteça para que fiquemos motivados.
A motivação é baseada em nossos "motivos para ação" e esses motivos são baseados em nossos próprios valores pessoais e profissionais. Cabe a nós nos conectarmos a esses motivos para que possamos sentir a energia da nossa motivação que é o combustível para que fiquemos energizados na vida e no trabalho.
Para se conectar com sua energia pessoal é importante conhecer os 6 E's da Motivação: Empoderação, energização, engajamento, eficiência, eficácia e efetividade e praticá-los, vamos lá:
A EMPODERAÇÃO consiste em reconhecer sua capacidade e suas qualidades. Entender que você é o centro de sua própria vida e que tem o poder de automotivar.
A ENERGIZAÇÃO é adotar uma atitude positiva diante da vida e de suas dificuldades. Alimentar a esperança e agir com entusiasmo. Agir mais e pensar na medida necessária a situação.
O ENGAJAMENTO é criar objetivos para que possa se comprometer com eles, criar um norte atrativo. Visualizar um futuro que você realmente quer conquistar.
A EFICIÊNCIA é fazer as coisas bem feitas. Na verdade é colocar amor em tudo o que faz e assim fazer as coisas bem feitas.
A EFICÁCIA é colocar o foco no que tem que ser feito, parar de perder tempo com bobagens, é estabelecer prioridades e se dedicar ao que realmente é importante.
A EFETIVIDADE é a associação sinérgica dos dois E's anteriores, fazer o que tem que ser feito bem feito com foco em resultados.
Esses 6 E's quando praticados trazem o melhor de nós e uma motivação que nos faz entender porque a vida vale tanto a pena.
Pense nisso!

Sobre o autor:

Flávio Souzaé Trainer Coach da Você Vencedor Soluções Empresariais, formador de coaches da International Coaching Community (ICC – Inglaterra), conferencista Internacional, especialista em Programação Neurolinguística e referência em coaching executivo e de equipes no Brasil

Para mais informações: São Paulo  - (11) 9 9685 9137 / Região de Campinas / Circuito das Águas e Circuito das Malhas:: (19) 3898 1295 / (19) 9 9613 8836
atendimento@vocevencedor.com.br flaviosouza@vocevencedor.com.br



Um dia você Aprende - Willian Shakespeare


via Byline

Um dia você aprende! Uma das poesias mais lindas já encontradas onde vemos o real valor da vida.
Views: 0
0 ratings
Time: 06:07 More in People & Blogs



segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Seu Tranca-Ruas é o Dono do meu caminho


via Byline

Pontos Cantados, Pontos de Umbanda, Templo de Umbanda Caboclo da Mata, Aldeia da Mata. visite nosso site : www.aldeiadamata.org e conheça a nossa casa! Seu Tranca-Ruas é o Dono do meu caminho...
Views: 0
0 ratings
Time: 02:43 More in Entertainment



domingo, 24 de agosto de 2014

O teste da peneira


Certa vez, em um mosteiro, o mestre chamou um noviço e lhe disse: "Por favor, vá ao córrego e traga água nesta peneira". E entregou-lhe a peneira, toda empoeirada. O noviço ficou confuso. Trazer água em peneira! Mas... ordem é ordem. Obedeceu.

Foi ao córrego, afundou a peneira na água, depois a levantou e trouxe vazia para o mestre. "Sr. padre", disse ele, "não consegui trazer a água. Vazou toda logo que a retirei do córrego".

"Volte", falou o mestre, sem explicar nada, "e tente de novo". O jovem ficou ainda mais confuso. Que absurdo! Mas... ordem é ordem. Foi ao córrego, afundou novamente a peneira na água e a trouxe vazia.

Na volta, inclinou-se novamente diante do mestre, como é costume nos mosteiros, e repetiu a mesma frase: "Sr. padre, não consegui trazer a água; vazou toda quando levantei a peneira".

O mestre então explicou: "Você não trouxe água, mas lavou a peneira".

"O vento sopra onde quer e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai. Assim é todo aquele que nasceu do Espírito" . Muitas vezes, nós obedecemos a Deus sem entender o sentido daquilo que ele pede. Mas a nossa fé nos ensina que tudo o que Deus manda é bom. Ordem é ordem. Se não entendemos agora, compreenderemos mais tarde. Se não trazemos água, lavamos a peneira.

Maria Santíssima considerava-se escrava do Senhor. Um escravo não discute com o seu senhor ou sua senhora, mas obedece. Que Maria interceda por nós a fim de que possamos "nascer de novo" e nos tornar discípulos fieis e obedientes ao Senhor.



Como mudar sua energia!



Estratégias Mentais (o que vc deve fazer de dentro para fora)

1.Pense sempre, de forma positiva. Toda vez que um pensamento negativo vier à sua cabeça, troque-o por outro! Para isso, é preciso muita disciplina mental. Você não adquire isso do dia para a noite; assim como um "atleta", treine muito.

2.Não tenha medo de nada e ninguém.
O medo é uma das maiores causas de nossas perturbações interiores.
Tenha fé em você mesmo. Sentir medo é acreditar que os outros são poderosos. Não dê poder ao próximo

3. Não se queixe. Quando você reclama, tal qual um ímã, você atrai para si toda a carga negativa de suas próprias palavras. A maioria das coisas que acabam dando errado, começa a se materializar quando nos lamentamos.

4. Risque a palavra "culpa" do seu dicionário. Não se permita esta sensação, pois quando nos punimos, abrimos nossa retaguarda para espíritos opressores e agressores, que vibram com nossa melancolia. Ignore-os

5. Não deixe que interferências externas tumultuem o seu cotidiano. Livre-se de fofocas, comentários maldosos e gente deprimida. Isto é contagioso. Seja prestativo com quem presta. Sintonize com gente positiva e alto astral

6. Não se aborreça com facilidade e nem dê importância às pequenas coisas. Quando nos irritamos, envenenamos nosso corpo e nossa mente.
Procure conviver com serenidade e quando tiver vontade de explodir, conte até dez

7. Viva o presente. O ansioso vive no futuro. O rancoroso, vive no passado. Aproveite o aqui e agora. Nada se repete, tudo passa. Faça o seu dia valer a pena. Não perca tempo com melindres e preocupações, pois só trazem doenças.

Namastê.



quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Corrida de sapos.



Não dê ouvidos aos pessimistas!

Um grupo de sapos resolveu organizar uma competição.

O objetivo era alcançar o topo de uma árvore muito alta.

Vários sapos se inscreveram para o desafio

Uma multidão de sapos se juntou em volta da árvore para ver a disputa. E a competição começou!

Sinceramente, ninguém naquela multidão realmente acreditava que sapinhos tão pequenos pudessem chegar ao topo daquela enorme árvore.

Eles gargalhavam e os desencorajavam dizendo coisas como:

- Ah, isto É IMPOSSÍVEL!

- Eles NUNCA vão chegar ao topo.

- Eles não têm NENHUMA chance. A árvore é muito alta!

- Oh, é difícil DEMAIS!

E os sapos começaram a cair.

Um por um.

Só alguns continuaram a subir mais e mais.

Mas a multidão continuava a gritar:

- É muito difícil! NINGUÉM vai conseguir!

- Desistam, é IMPOSSÍVEL!

Outros sapos se cansaram e desistiram...

Mas UM continuou a subir, a subir e a subir. Este não desistia!

No final, depois de um grande esforço, ele foi o ÚNICO a atingir o topo!

Naturalmente, todos os outros sapos queriam saber como ele conseguiu.

Assim que ele desceu, um dos sapos perguntou ao campeão como ele conseguiu forças para atingir o objetivo?

Neste exato momento, aparecem os pais do sapo campeão e dizem:

- Ele é surdo.

O sapo campeão era um sapo SURDO!

Compartilhei esta breve fábula para que possamos refletir sobre seu ensinamento.

Não dê ouvidos aos pessimistas e pessoas com pensamentos negativos.

Não escute os que te desencorajam.

Acredite, acima de tudo, em seu potencial.



A Riqueza e a Pobreza ( para refletir)


via Byline

Não é o que você é, o que você tem, onde está ou o que faz que irá determinar a sua felicidade. Se você tem amor e sobrevive nesta vida com dignidade, um coração bondoso e reta intençã...
Views: 0
0 ratings
Time: 03:12 More in People & Blogs



terça-feira, 19 de agosto de 2014

O véu do orgulho.




  O homem orgulhoso apresenta em si constante inclinação no julgamento das falhas e imperfeições de seu próximo, mas quanto a si mesmo, nada vê de errado.

  Pobre daquele que assim age, pois não viemos neste mundo para julgar ninguém que não seja a nós mesmos. Viemos corrigir nossas próprias imperfeições, não a dos outros.

  Para conseguir se avaliar, ele precisaria olhar em um espelho, transpor sua imagem a sua frente, imaginar que aquele para quem olha é outra pessoa e então sim conseguiria julgar a si mesmo.


  Jesus quando recebeu a prostituta disse a todos que a condenavam do crime de adultério: atire a primeira pedra aquele que nunca errou e assim todos se foram sem atirar uma só pedra a ela. Sendo mais humilde e amoroso ainda, Ele, nosso mestre e irmão Jesus, nos abençoou com mais uma lição linda, a perdoando de seus pecados sem julgá-la e lhe deu nova chance de recomeçar.

  Irmãos, remova a trave que lhes cega os olhos, afaste o véu do orgulho que lhes inclina a não perdoar as falhas do seu irmão imperfeito, e avalie a si mesmo, coloque sua pessoa no lugar dele durante o erro e analise, será que eu nunca fiz isso ou será que nessa situação eu teria condições de não errar? Será que sou tão puro a ponto de poder julgá-lo?

  Se lhe for difícil trabalhar o orgulho, mude o ponto de vista e trabalhe a humildade. Sendo a humildade o sentimento diretamente oposto ao orgulho, cada ação humilde de coração que realizamos é uma forma de reduzirmos o orgulho ao pó. Sorria mais quando alguém quer lhe agradar, mesmo quando você não se sentir agradado por isso, ouça mais do que fale quando alguém precisa desabafar, doe mais do que peça para si próprio, se contentando com o pouco que tem mas compreendendo ser o necessário.

Antes de julgar devemos AJUDAR e PERDOAR, pois ai estaremos compreendendo melhor a situação que o próximo enfrenta e talvez, quem sabe talvez, consigamos julgar de forma benéfica afim de analisar a situação e buscar um caminho que remedie o mal, transformando trevas em luz.



segunda-feira, 18 de agosto de 2014

O papagaio.



Um mercador tinha um papagaio preso numa gaiola.

Um dia, resolveu viajar para a Amazônia e perguntou em tom de brincadeira ao seu papagaio se ele queria que trouxesse algo de lá.

E o papagaio gentilmente lhe pediu:

- Se vires um bando de papagaios voando livres na natureza, pergunta-lhes como também posso ser livre e voar.

O dono riu de seu louro, e saiu.

Já na Amazônia, o mercador viu um bando de papagaios voando livremente e gritou-lhes a pergunta de seu louro.

- Eu tenho um papagaio numa gaiola! E ele quer saber como pode ser livre e voar?!

Ao ouvi-lo, o papagaio líder do bando caiu no chão como morto e lá ficou...

O homem ficou triste...

Não entendeu o que havia acontecido, mas aquela cena ficou gravada em sua memória.

Ao voltar, contou o ocorrido ao seu papagaio e este, para seu espanto, tombou como morto dentro da gaiola.

O homem lamentou, mas, resignado, retirou o louro inerte do fundo da gaiola e o atirou ao quintal.

No próprio impulso com que foi jogado, ele alçou voo e pousou num galho.

O homem, muito admirado, perguntou-lhe:

- Afinal, o que significa tudo isso?

E o papagaio, levantando novamente voo em direção ao horizonte, respondeu-lhe:

- Apenas segui a lição.



domingo, 17 de agosto de 2014

A lição das nuvens


via Byline

Havia, certa vez, uma região, cujo céu era sempre cheio de nuvens, mas não chovia. Nuvens belas, dos mais variados formatos, mas inúteis.

Que adianta uma nuvem ser bela, se não chove? Se uma nuvem passeia pelo céu, mas não chove, ela não vale nada. É preferível uma nuvem, mesmo que não seja tão bonita, mas que chova.

A beleza é passageira. O que dura em nós é o amor e a solicitude em produzir frutos. Se, à noite, refletindo sobre o nosso dia, não descobrirmos nenhuma boa obra, perdemos o tempo, somos nuvens que não chovem.

"Não existe árvore boa que dê frutos ruins, nem árvore ruim que dê frutos bons. Cada árvore se conhece pelos seus frutos... Quem é bom, tira coisas boas do tesouro do seu coração. Mas quem é mau tira coisas más do seu tesouro, que é mau" .



quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Bebes recém nascidos se abraçam, EMOCIONANTE !!!


via Byline

A vida é maravilhosa, louvo a Deus. Esses bebes recém nascidos tomam banho abraçados. Esse vídeo é para aquelas pessoas que pensam em abortar e não valorizam a vida de um pequenino em...
Views: 129
3 ratings
Time: 01:49 More in Education



terça-feira, 12 de agosto de 2014

Aliança no quarto dedo.


A LENDA DO USO DA ALIANÇA NO QUARTO DEDO.

Sabe o motivo para se usar no quarto dedo?

Então vamos lá...

Os polegares representam os pais. Os indicadores representam teus irmãos e amigos.

O dedo médio representa a você mesmo.

O dedo anelar (quarto dedo) representa o seu cônjuge. O dedo mindinho representa seus filhos.

Agora junte suas mãos palma com palma, depois, unir os dedos médios de forma que fiquem apontando a você mesmo, como na imagem….

Agora tente separar de forma paralela seus polegares (representam seus pais), você vai notar que eles se separam porque seus pais não estão destinados a viver com você até o dia da sua morte.

Agora volte a unir os dedos novamente...tente separar igualmente os dedos indicadores (representam seus irmãos e amigos), você vai notar que também se separam porque eles se vão e tem destinos diferentes, como casarem e ter seus próprios filhos.

Tente agora separar da mesma forma os dedos mindinhos...estes também se abrem porque seus filhos crescem e quando já não precisam mais de nós ele vão.

Volte a unir os dedos novamente...

Finalmente...tente separar seus dedos anelares (o quarto dedo que representa seu cônjuge) e você vai se surpreender ao ver que simplesmente não consegue separá-los.

Isto se deve ao fato de que um casal está destinado a estar unido até o último dia da sua vida, e é por isso que o anel se usa neste dedo.



Qual é o seu tesouro?


Houve um homem de descendência persa chamado Ali Hafed, que vivia nas proximidades da Índia.

Era um fazendeiro e estava contente com sua situação.

Sua fazenda era excelente e rendosa.

Tinha esposa e filhos.

Criava camelos e plantava trigo.

-"Se um homem tem esposa, filhos, camelos, saúde e a paz de Deus, é um homem rico!", dizia ele.

Ali Hafed continuou rico até que, certo dia, um viajante veio visitá-lo e começou a falar de uma pedra estranha, a qual chamava de "diamante".

Ali Hafed jamais ouvira falar em diamantes.

E o viajante comentou:

-"Eles cintilam como um milhão de sóis, na verdade, são as coisas mais lindas do mundo!".

De repente, Ali Hafed passou a sentir-se descontente com o que possuía.

Perguntou ao viajante:

-"Onde posso encontrar esses diamantes? Preciso possuí-los."

O viajante respondeu:

-"Dizem que é possível achá-los em qualquer parte do mundo.

Procure um riacho de águas transparentes correndo sobre a areia branca, em região montanhosa, e ali você achará diamantes."

Ali Hafed, então, tomou uma decisão: vendeu a fazenda, confiou esposa e filhos aos cuidados de um vizinho, e se lançou em sua jornada em busca de diamantes.

Viajou pelo Oriente Médio, depois ao longo do vale do Nilo, até que, afinal, encontrou-se junto as "Colunas de Hércules", entrando, a seguir, na Europa.

Ele procurava areias brancas, montanhas altas. Diamantes, porém, jamais encontrou.

Os anos se passaram.

Ele estava quebrado, sem recursos e sem condições de comunicar-se com a família.

Num acesso de desespero, profundamente deprimido, lançou-se ao mar e morreu.

Nesse ínterim, o homem que comprara a fazenda de Ali Hafed achara uma curiosa pedra, enquanto seu camelo matava a sede num pequenino riacho da fazenda.

Levou-a para casa, colocou-a sobre a cornija da lareira e esqueceu-se dela.

Um dia o viajante retornou à fazenda.

Olhou acidentalmente para a pedra e notou um lampejo colorido brilhando de um ponto de onde saíra uma lasca.

Espantado, disse ao fazendeiro:

-"Um diamante! Onde o achou?".

-"Encontrei-o nas areias do pequeno riacho de águas claras aonde levo meu camelo para beber", contou-lhe o fazendeiro.

Juntos, arrebanhando as túnicas e correndo tão depressa quanto lhes permitiam as sandálias, dispararam rumo ao pequeno riacho.

Cavaram e acharam mais diamantes!

Esse achado se transformou numa das maiores minas de diamante do mundo.

(adaptado do texto original de Orison Swett Marden)

Os diamantes lá estavam o tempo todo, no quintal de Ali Hafed.

Só que ele não os vira.

E, por isso, gastara a vida numa busca inútil.

Mais do que os diamantes, ele perdeu seu mais valioso tesouro.

Um tesouro tão precioso que nenhum diamante, ouro ou dinheiro no mundo poderia comprar.

Ele perdeu sua vida e sua família na busca desenfreada pela riqueza material.



Carta de uma mãe.


Carta de uma mãe

Mães são criaturas especiais. Elas têm uma visão de mundo toda peculiar.

Guardam experiência porque já viveram mais tempo que seu filho. Experimentaram incontáveis alegrias. Também tristezas, mágoa e dor.

E sabem que, por mais amem seu filho, não poderão impedir que tudo isso ele também experimente: coisas positivas e coisas negativas.

Sabem igualmente que isso faz parte do grande aprendizado que redundará em progresso para ele próprio.

Possivelmente por essa razão é que uma mãe elaborou uma carta, mais ou menos nos seguintes termos:

Caro mundo:

Meu filho começou hoje na escola.

Durante algum tempo, tudo vai ser estranho e diferente para ele.

Eu gostaria que você o tratasse com carinho.

Até aqui, sempre estive ao lado dele.

Aquieto seu coração.

Curo suas feridas.

Estou por perto quando ele cai e rala o cotovelo ou o joelho.

Quando ele cai da bicicleta, do skate e tropeça nos cadarços soltos do tênis.

Mas agora tudo vai ser diferente. Esta manhã ele vai sair pela porta da rua, acenar para mim e começar sua grande aventura.

Ele irá aprender provavelmente sobre disputas, tragédia e sofrimento.

Para viver neste mundo é preciso fé, amor e coragem.

Por isso, mundo, eu gostaria que você o pegasse pela mão e ensinasse o que ele precisa saber.

Ensine-o, mas com carinho.

Ensine-o que, para cada malandro que existe por aí, existe também um herói.

E que, em verdade, há muito mais heróis do que malandros.

Heróis anônimos que realizam grandes proezas todos os dias.

Fale-lhe muito mais dos heróis. Incentive-o a se tornar um deles.

Ensine-o que para cada político corrupto existe um líder dedicado.

E narre-lhe detalhes das vidas desses líderes para que os possa imitar.

Ensine-o que para todo inimigo existe também um amigo. Diga-lhe como conquistar e conservar amigos.

Ensine-o sobre as maravilhas dos livros. Livros de ciência, de arte, de grandeza.

Dê a ele um momento de silêncio para que possa ponderar sobre o mistério dos pássaros no céu, das abelhas ao sol e das flores nas campinas.

Ensine-o que é muito mais digno fracassar do que trapacear.

Ensine-o a ter fé nas próprias ideias, mesmo quando todo mundo lhe disser que ele está errado.

Ensine-o a vender seu cérebro e seus músculos pelo mais alto preço.

Mas faça-o ciente de que seu coração e sua alma nunca devem ser colocados à venda.

Ensine-o a fechar os ouvidos para o clamor da multidão...

E manter-se firme e disposto a lutar quando achar que está certo.

Ensine-o com carinho, mundo, mas não o mime, pois é o teste do fogo que produz o aço mais resistente.

Mundo, veja o que você pode fazer por meu filho. Ele é alguém muito especial.

A educação de uma criança não é somente um trabalho de amor e um dever.

É uma missão importante, desafiadora e honrosa. Em verdade, ela exige do educador o melhor que ele tenha para dar.

Por isso, maternidade e paternidade são missões das mais nobres, confiadas pela Divindade à mulher e ao homem.

Pense nisso!



Estrague seu cérebro e sua vida.


5 maneiras de estragar o seu cérebro e a sua vida.

1. Reclame de tudo...
Assim, você irá aumentar consideravelmente seu nível de irritação. Uma pessoa irritada com a vida consegue potencializar todas as experiências negativas e debilitar capacidades importantes do cérebro.

2. Busque justificativas no passado
Essa técnica é ótima para fortalecer redes neurais e permanecer alerta para qualquer sinal de perigo ao seu redor.

3. Critique quem você puder
Quando criticamos demasiadamente adquirimos a habilidade de enxergar o mundo de forma míope, é muito eficiente para encolher o potencial dos seres humanos ao seu redor.

4. Pense em tudo que falta na sua vida
Essa é a melhor maneira de se especializar nos seus problemas e assim entender bem e detalhadamente porque as coisas são como são. O resultado é garantido: tudo permanecerá como é!

5. Perceba como o mundo tem coisas para melhorar e pontue todas!
Você vai exercitar bastante os músculos das mãos, concluir que nada do que você fizer irá realmente impactar esse universo injusto e como brinde ganhar o título de mestre da lamúria.

Ou faça o contrário: aprecie mais, reinvente-se, elogie, foque na abundância e encontre razões para gostar de você, dos outros e do mundo.

No mínimo você protege o órgão mais importante do seu corpo e aumenta a probabilidade de ser feliz.



domingo, 10 de agosto de 2014

Coragem para as Águas Arriscadas


via Byline

Homilias Dominicais apresentadas por Padre Beto. A fé que remove montanhas e faz andar sob as águas A fé que incomoda todo aquele que nunca conseguiu acreditar em si mesmo A fé que se...
Views: 1
0 ratings
Time: 09:34 More in Nonprofits & Activism



quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Carta de um pai ao filho - Para refletir


via Byline

É bastante fácil esquecer a passagem de um pai, mas as suas lições, quando dignas e verdadeiras, ficam para sempre.
Views: 0
0 ratings
Time: 06:10 More in People & Blogs



O turista e o sabio.



Conta-se que, no século passado, um turista americano fez uma viagem à uma pequena cidade na Índia, e ficou sabendo que por lá existia um velho muito sábio.

Curioso, resolveu conhecer este homem, do qual as pessoas tanto falavam.

Lá chegando, o turista ficou surpreso ao ver que o sábio morava num quartinho muito simples e cheio de livros. As únicas peças de mobília eram uma cama, uma mesa e um banco.

Intrigado, o turista perguntou:

– Onde estão seus móveis?

E o sábio, mais que depressa, perguntou-lhe também:

– E onde estão os seus?

– Os meus?! - surpreendeu-se o turista – Ora, mas eu estou aqui só de passagem!

– Eu também - concluiu o sábio.



Enviado via iPad

terça-feira, 5 de agosto de 2014

A lição da formiguinha



Havia, certa vez, um monge que estava desanimando da luta pela busca da santidade. Apesar de tanto esforço, suas fraquezas e pecados continuavam. Pensava até em deixar do mosteiro. 

Um dia, ele estava caminhando no quintal e viu uma formiguinha carregando uma folha muito maior que ela. O peso da folha fazia com que ela caísse, ora para um lado, ora para o outro. Mas sempre se levantava, agarrava novamente a folha e seguia em frente, pois sabia que a folha era necessária para a alimentação dela e dos filhotes. 

O monge ficou ali por um bom tempo apreciando a cena, até que a formiguinha entrou no formigueiro. A partir dali, aquele monge mudou-se. Pediu perdão a Deus pelos momentos de desânimo e decidiu carregar com alegria a cruz das suas fraquezas. Serei um monge santo, decidiu ele. Amarei a todos os meus colegas do mosteiro e terei uma atenção especial pelos pobres. 

Assim, a partir da lição da formiguinha, o jovem monge voltou à sua alegria e crescimento no amor a Deus.

 "Esquecendo-me do que fica para trás, avanço para o que está na frente. Lanço-me em direção à meta, em vista do prêmio do alto que Deus nos chama a receber em Jesus Cristo" .

"Eu me alegra nas minhas fraquezas, dificuldades e angústias..., pois quando estou fraco, então é que sou forte" .

Viva a vida!


"Nunca me esquecerei do meu professor de Matemática: Seu Andrade.

Andrade já era um senhor, devia ter lá seus setenta e poucos anos de idade. Mas tinha um espírito sempre jovem e divertido.

Foi o melhor professor que eu tive na universidade. Extremamente sábio e de um raciocínio incrível.

Me lembro até hoje da última aula dele. Não foi uma aula, foi uma lição de vida. Ele chegou, deu bom dia à classe e disse:

- O ano terminou, e com ele, nossa disciplina também. Vocês todos passaram por desafios e dificuldades, mas tiveram muita garra e determinação. No próximo ano, vocês terão novos professores para conhecer, novas matérias para aprender. Hoje não teremos aula, mas gostaria de me despedir de vocês com um conselho.

Todos estavam curiosos, e atentos ao professor, que continuou:

- Por muito tempo eu pensei que a minha vida fosse se tornar uma vida de verdade.

Mas sempre havia um obstáculo no caminho, algo a ser ultrapassado antes de começar a viver.

Um trabalho não terminado, uma conta a ser paga...

Aí sim, a vida começaria de verdade!

Por fim, cheguei à conclusão que esses obstáculos eram a minha vida de verdade.

Essa perspectiva tem me ajudado a ver que não existe um caminho para a felicidade.

A felicidade é o caminho! Por isso, aproveitem todos os momentos que vocês têm.

Lembrem-se que o tempo não espera ninguém.

Portanto, pare de esperar:

Até que vocês terminem a faculdade;

Até que vocês voltem para a faculdade;

Até que vocês percam 5 quilos;

Até que vocês tenham tido filhos;

Até que seus filhos tenham saído de casa;
Até que vocês se casem;

Até sexta à noite;

Até segunda de manhã;

Até que vocês tenham comprado um carro, moto ou uma casa nova;

Até que seu carro, moto ou sua casa tenham sido pagos;

Até o próximo verão, primavera, outono ou inverno;

Até que vocês estejam aposentados;

Até que estejam tão cansados que não reste mais energia para nada!

A melhor hora para ser feliz é AGORA MESMO!

Tenha coragem, decidam e sejam felizes!"
(autor desconhecido)

Compartilhei esta clássica mensagem para que possamos tomar a firme decisão de parar de esperar e começar a viver AGORA!

Carlos Hilsdorf

O urso.



Um dia dois viajantes caminhavam por uma estrada no meio de uma floresta.

De repente, ouviram um barulho que parecia ser de um grande animal.

Viraram para trás e perceberam que um enorme urso os seguia.

Um dos homens, rapidamente escalou uma árvore à beira do caminho e lá em cima estava a salvo.

O outro, que não tinha tanta habilidade, logo viu que não conseguiria subir na árvore.

Enfrentar o animal seria impossível.

Percebendo que não tinha como fugir e não via onde se esconder resolveu jogar-se no chão e se fingir de morto. Ficou ali imóvel, mas suando frio.

Ele estava morrendo de medo por dentro.

O urso se aproximou dele, deu uma volta completa no homem, empurrou com uma das patas o corpo do viajante e começou a cheirar sua orelha.

Convencido de que estava morto, foi embora.

O amigo começou a descer da árvore e perguntou:

- O que o urso estava cochichando em seu ouvido?

- Ora, ele só me disse para pensar duas vezes antes de sair por aí viajando com gente que abandona os amigos na hora do perigo.

Moral da história: "Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade; na desgraça, a qualidade." (Confúcio)

A troca.



A troca (vale a pena ler)...

Há um antigo ensinamento oriental que diz:

Se dois homens caminham por uma estrada em sentido contrário, e cada um traz consigo um PÃO, e em determinado ponto eles se encontram e trocam os pães, cada um segue seu caminho levando um pão.

Porém...

Se dois homens caminham por uma estrada em sentido contrário, e cada um deles traz consigo uma IDEIA, e em determinado ponto eles se encontram e trocam as ideias, cada um segue seu caminho, levando agora DUAS IDEIAS.

É assim: quando trocamos bens materiais, não acrescentamos muito ao nosso patrimônio, mas quando trocamos experiências, conhecimentos e idéias, transformamos nossa mente numa ferramenta fecunda, capaz de proporcionar-nos mais sabedoria, um patrimônio intangível.

Compartilhei este clássico exemplo para que possamos refletir sobre seu ensinamento.

Paz e Alegria,

Carlos Hilsdorf

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

A vaidade.

Há dois tipos de vaidade: a que cuida da autoestima, e a que destrói a essência do ser. Jamais confunda as duas.


Vaidade é uma palavra latina que deriva de vanitas, cujo significado é vazio.

Assim, vaidade é uma postura psicológica que se subdivide em duas principais vias: a do cuidado com a aparência (que comparada com a essência do ser é uma coisa "vazia") e outra que está ligada a "parecer tal qual", uma espécie de supervalorização do ego.

Se pensarmos apenas nestes aspectos, que são uma simplificação de um assunto bem mais complexo, podemos entender a vaidade como a prática de trivialidades, algumas úteis outras destrutivas.

Por exemplo: cuidar moderadamente da aparência para sentir-se bem e bonita é um comportamento social compreensível e até desejado. Já cuidar exageradamente, cultivando mais a imagem que a essência do ser passa a ser um comportamento autodestrutivo.

VIVER DIA A DIA...


"Tão bom viver dia a dia...
A vida assim, jamais cansa...
Viver tão só de momentos
Como estas nuvens no céu...
E só ganhar, toda a vida,
Inexperiência... esperança...
E a rosa louca dos ventos
Presa à copa do chapéu.
Nunca dês um nome a um rio:
Sempre é outro rio a passar.
Nada jamais continua,
Tudo vai recomeçar!
E sem nenhuma lembrança
Das outras vezes perdidas,
Atiro a rosa do sonho
Nas tuas mãos distraídas"...
Mario Quintana





A pérola.


Vitor era um garoto de dez anos de idade.

Era divertido e estava sempre alegre.

Mas um dia chegou em casa muito triste, por algo que aconteceu na escola e que o magoou demais.

Não quis almoçar, se fechou no quarto e não saiu da cama até de noite.

Até que, antes de dormir, seu pai o procurou no quarto:

- O que aconteceu filho?

O garoto respondeu, soluçando de tanto chorar:

- Um menino do colégio fez uma brincadeira que me magoou demais. Estou muito triste, dói até o coração, pai.

O pai, então, resolveu lhe contar uma história:

- Filho, pode estar doendo agora, eu sei, mas pode ser um aprendizado pelo qual você precisa passar. Vou contar-lhe algo sobre as ostras...

Uma ostra que não foi ferida jamais produzirá pérolas.

A pérola é uma ferida curada.

Pérolas para as ostras são produtos da dor, resultados da entrada de substâncias estranhas ou indesejáveis no seu interior, assim como um parasita ou um grão de areia.

A ostra possui na parte interna da concha uma substância lustrosa chamada nácar.

Quando um grão de areia penetra ali, as células do nácar começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas para proteger o corpo indefeso da ostra.

Como resultado, uma linda pérola é formada. Uma ostra que não foi ferida, de algum modo, não produz pérola.

Você já se sentiu ferido pelas palavras rudes de um amigo? Já foi acusado de ter dito coisas que não disse? Suas idéias já foram rejeitadas?

Nesses momentos lembre-se que a pérola, para uma ostra, é uma ferida cicatrizada!

Então, produza uma pérola. Cubra suas mágoas e rejeições sofridas com camadas e camadas de amor. Crie sua pérola usando o seu amor!

Compartilhei esta conhecida história para refletirmos sobre seu ensinamento.

Paz e Alegria,

Carlos Hilsdorf

Do amor a beleza.


SUGESTÃO DE PRESENTE: Do amor à beleza

"Na história as coisas aconteceram uma vez para não acontecerem mais.

Nas estórias as coisas não aconteceram nunca para acontecerem sempre.

O que não aconteceu nunca, aquilo que só foi sonhado, é aquilo que sempre existiu e que sempre existirá, que nem nasceu, nem morrerá, e a cada vez que se conta acontece de novo..."

Rubem Alves