abril acabar acontecer admin afirmo agosto agradecer ah ai ajuda alegria algua alguma alheia almeida ama amar amor ansiedade aonica apegue-se appeared aprenda aprendendo aprender aproveite assunto ata banalizar boas ca cabe caminho capacidade capazes cicatrizes cintia coisas comeasso confianassa coraassapso coragem costas criar cuidado deixa deixar deixe delas depressapso desejo despedida desperte deus devemos dezembro dias dinheiro disposto doaassapso dor ego enfim ensina entapso errado erros escolhas escolher espinho espinhos espiritual esponja estamos estapso esteja estiver estresse existe existem existir fa faassa falando felicidade feliz felizes fev fevereiro ficar filtro fique first fiz flor forassa forte fosse frases frente fundo gente gilson gosta gostaria gratidapso ha heranassa idade importa importante ir iria ja jago jamais janeiro jesus julgamentos julho juliana junho juntas junto juntos la leia lhe liberdade lindas livre lo ma maio maneiras mantra mantras marasso medo melhor melhores mensagens mente mesmo mestre mim morte motivaassapso muda mudar mulheres mundo negatividade ningua nishiyama novembro olha olhar on oraassapso ouassa outubro ouvir pai palavras parede participar passa paz pensa pensamentos perdemos perguntas permanecer pertinvolzes pessoa pessoas pior post postado postagens pra precisa pria prio problemas provavelmente qualquer queira questaues quiser raiva real realmente refletir reflexapso relaassaues relacionamento relacionamentos respostas reze ria rias rio sa saber saiba seja sejam sejamos seletivos sentimento sentimentos sentir sera setembro sexo si simpatia sinais solidapso sozinho sucesso supere tamanho tamba tempo tenha the tipo toma torna total tra tristeza trofa universo utilidade valorizar vamos veja velho veneno verdade verdadeiro vida vive viver vontade vou

sábado, 21 de janeiro de 2017

Platão e a reencarnação


Textos para Reflexão – raph
20 de jan de 2017 12:53

Texto retirado de As Leis, a última e mais longa obra de Platão, que ele nos deixou inacabada. Tradução de Edson Bini. Os comentários ao final são meus:

No que tange todas essas matérias [de punição por homicídios voluntários, devemos somar] aquela história em que muitos acreditam quando a ouvem dos lábios daqueles que seriamente narram tais coisas em suas celebrações dos mistérios [1] - que a punição para tais atos criminosos (assassinatos) é acertada junto a Hades [2] e que aqueles que retornam novamente à Terra [3] serão constrangidos a saldar a pena natural - cada culpado a mesma, ou seja, o castigo que fez sofrer a sua vítima [4] - e que sua vida sobre a Terra terminará necessariamente num destino semelhante nas mãos de um outro ser humano (trecho da pág. 380, Livro IX, na edição da Edipro) [5].

***

[1] Quando faleceu, aproximadamente em 348 a.C., Platão ainda escrevia este livro. Ao citar "os mistérios", ele se refere sobretudo aos chamados Mistérios de Elêusis e ao Orfismo, que formavam as doutrinas esotéricas mais difundidas na antiga Grécia. É muito provável que Platão tenha participado pessoalmente de tais cultos, e há quem diga que ele chegou a visitar o Egito para estudar a terra de sua origem. Seja como for, o que fica claro é que ele se refere, séculos antes de Cristo, a doutrinas que mesmo para a sua época pareciam ser muito mais antigas.

[2] Hades ("O Invisível"), deus grego que governa o submundo e julga os mortos. Ao contrário do inferno cristão, o equivalente helênico não é eterno, como veremos a seguir.

[3] A doutrina da reencarnação, muito mais antiga do que a da ressurreição, já existia no Oriente há milênios quando Platão nasceu. Os estudiosos de sua obra, no entanto, dizem que essa doutrina penetrou na Grécia através de Pitágoras. Em todo caso, o que fica claro no relato platônico é que a alma de um ser humano vai ao Hades, recebe sua pena, e retorna novamente à Terra necessariamente como um novo ser humano. Ou seja: não somente o inferno helênico não seria eterno, como necessariamente a reencarnação ocorreria somente na mesma espécie.

[4] Por ser uma crença tão antiga, a reencarnação tem muitas interpretações. Há muitos espiritualistas que, como eu, não creem que ela siga necessariamente o sistema do "olho por olho, dente por dente". Eu já falei sobre isso nas minhas Reflexões sobre a reencarnação.

[5] O objetivo deste post não é impor ou evangelizar crença alguma adiante, apenas servir como um "lembrete histórico" de como a doutrina da reencarnação é não somente muito antiga, como era tratada com seriedade por muitos dos maiores pensadores da antiguidade. De fato, foi preciso muito tempo para que parte do Ocidente passasse a "desacreditar" nela. Como sabemos, no Oriente ela é em grande parte aceita até hoje.

Crédito da imagem: Google Image Search