abril acabar acontecer admin afirmo agosto agradecer ah ai ajuda alegria algua alguma alheia almeida ama amar amor ansiedade aonica apegue-se appeared aprenda aprendendo aprender aproveite assunto ata banalizar boas ca cabe caminho capacidade capazes cicatrizes cintia coisas comeasso confianassa coraassapso coragem costas criar cuidado deixa deixar deixe delas depressapso desejo despedida desperte deus devemos dezembro dias dinheiro disposto doaassapso dor ego enfim ensina entapso errado erros escolhas escolher espinho espinhos espiritual esponja estamos estapso esteja estiver estresse existe existem existir fa faassa falando felicidade feliz felizes fev fevereiro ficar filtro fique first fiz flor forassa forte fosse frases frente fundo gente gilson gosta gostaria gratidapso ha heranassa idade importa importante ir iria ja jago jamais janeiro jesus julgamentos julho juliana junho juntas junto juntos la leia lhe liberdade lindas livre lo ma maio maneiras mantra mantras marasso medo melhor melhores mensagens mente mesmo mestre mim morte motivaassapso muda mudar mulheres mundo negatividade ningua nishiyama novembro olha olhar on oraassapso ouassa outubro ouvir pai palavras parede participar passa paz pensa pensamentos perdemos perguntas permanecer pertinvolzes pessoa pessoas pior post postado postagens pra precisa pria prio problemas provavelmente qualquer queira questaues quiser raiva real realmente refletir reflexapso relaassaues relacionamento relacionamentos respostas reze ria rias rio sa saber saiba seja sejam sejamos seletivos sentimento sentimentos sentir sera setembro sexo si simpatia sinais solidapso sozinho sucesso supere tamanho tamba tempo tenha the tipo toma torna total tra tristeza trofa universo utilidade valorizar vamos veja velho veneno verdade verdadeiro vida vive viver vontade vou

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

É melhor manter certas portas fechadas para sempre


A mente é maravilhosa – Juliana Martinez
28 de fev de 2017 04:56

O que você acha? Disso de não sair de uma vez de um relacionamento e se manter na indecisão do tempo? Não deixar de primeira, mas ir deixando aos poucos. Não fechar completamente as portas, mantê-las abertas. Algo desse tipo, deixar uma ferida meio aberta e não fazer nada para curá-la. Fechar as portas de uma vez implica saber claramente a decisão a se tomar, e isso não é fácil. Mas, acima de tudo, implica não aumentar o tempo de sofrimento.

mulher-por-do-sol

Implica ter coragem e assumir as consequências que virão assim que tomar a decisão. Às vezes, não tomamos a decisão porque não temos plena consciência do dano que sofremos em um relacionamento. Ou não a tomamos porque não somos muito conscientes da dependência emocional que nos prende ao nosso parceiro. Por conta de tudo.

A dependência emocional arrasta com sua corrente o nosso amor próprio. Ela pode tudo. É como um tsunami que tem uma força bruta e poderosa. Destrói absolutamente tudo por onde passa, até mesmo os pilares que sustentam uma casa… como a nossa própria "casa".

A dependência emocional nos prende a aquilo que nos faz mal

Nossa própria casa sempre deveria ser construída sobre pilares sólidos. Pilares de autorrespeito, amor próprio e cuidado. Se não tivermos estes pilares em casa, vamos procurar na rua. Seremos vendidos, então, a qualquer pessoa que nos demonstre um pouco de amor. Algo como "eu te amo mais do que a mim mesmo". Uma frase linda para uma canção, mas demolidora para qualquer coração.

A dependência emocional e a falta de amor por nós mesmos são as cadeias com as quais convivemos e que nos impedem de nos mover livremente. Nos cegam e nos transformam em um fantoche de enganação a nós mesmos.

Amar o outro é algo belíssimo, mas jamais podemos perder o amor que devemos sentir por nós mesmos. Nunca o amor por outra pessoa pode justificar o fato de sermos pisados.  Para isso precisamos impor limites que nos protejam do dano. E como amor por nós mesmos não estou me referindo a um amor narcisista no qual um não vê nada além de si mesmo. Falo de limites saudáveis, que nos fazem fugir do que nos causa mal.

A negação é o mecanismo que nos ajuda a continuar num relacionamento ruim

Muitas vezes o mecanismo de defesa que está por trás deste comportamento de deixar aos poucos, de prolongar o término, ou de simplesmente ignorar a verbalização, é a negação. Cubro meus olhos. Não vejo o que está diante de mim. Invento mil e uma desculpas para não ver a realidade e para não tomar uma decisão final.

mulher-fragmentos

Provavelmente você conhece pessoas que usavam a negação para não ter que assumir as consequências de um término. Ficar sozinhos, transitar no luto que vem quando se deixa alguém que ama, assumir que o amor não justifica tudo… estas são consequências inevitáveis com as quais precisamos viver.

Há pessoas que, por não aceitarem a realidade do amor próprio, continuam em relações complicadas que acabam com sua paz mental. Mantêm o dano em vez de ficarem sós e fecharem a porta deste relacionamento que tanto lhes faz mal. Mais uma vez o tsunami vem e as destrói. Nos transformamos em marionetes guiadas pela dependência e pela negação.

Feche as portas de tudo aquilo que lhe faz mal

Por isso, há relacionamentos que é melhor deixar de uma só vez. Fechar a porta sem deixá-la aberta, seja por semanas, meses ou até mesmo anos. Mantê-la entreaberta mantêm também a dependência emocional e a nossa cegueira. Feche-a sem medo. (E se você tiver medo, compartilhe esta situação com as pessoas que você ama, ou se precisar fazer terapia… faça!)

mulher-porta-mundo

O aprendizado que você vai obter uma vez que tomar esta decisão vai ser imenso e vai servir para todos os momentos difíceis que você vier a enfrentar desde então. Dessa forma, os pilares da sua vida serão reforçados com este novo movimento que você vai fazer.

Desejo muito ânimo a todas as pessoas que se encontram com estas portas meio abertas e que, no fundo, sabem que essa é uma das melhores decisões que elas podem tomar. E como disse Santo Agostinho: "A felicidade consiste em aceitar com alegria o que a vida nos dá e soltar com a mesma alegria o que a vida nos tira".

The post É melhor manter certas portas fechadas para sempre appeared first on A mente é maravilhosa.