abril acabar acontecer admin afirmo agosto agradecer ah ai ajuda alegria algua alguma alheia almeida ama amar amor ansiedade aonica apegue-se appeared aprenda aprendendo aprender aproveite assunto ata banalizar boas ca cabe caminho capacidade capazes cicatrizes cintia coisas comeasso confianassa coraassapso coragem costas criar cuidado deixa deixar deixe delas depressapso desejo despedida desperte deus devemos dezembro dias dinheiro disposto doaassapso dor ego enfim ensina entapso errado erros escolhas escolher espinho espinhos espiritual esponja estamos estapso esteja estiver estresse existe existem existir fa faassa falando felicidade feliz felizes fev fevereiro ficar filtro fique first fiz flor forassa forte fosse frases frente fundo gente gilson gosta gostaria gratidapso ha heranassa idade importa importante ir iria ja jago jamais janeiro jesus julgamentos julho juliana junho juntas junto juntos la leia lhe liberdade lindas livre lo ma maio maneiras mantra mantras marasso medo melhor melhores mensagens mente mesmo mestre mim morte motivaassapso muda mudar mulheres mundo negatividade ningua nishiyama novembro olha olhar on oraassapso ouassa outubro ouvir pai palavras parede participar passa paz pensa pensamentos perdemos perguntas permanecer pertinvolzes pessoa pessoas pior post postado postagens pra precisa pria prio problemas provavelmente qualquer queira questaues quiser raiva real realmente refletir reflexapso relaassaues relacionamento relacionamentos respostas reze ria rias rio sa saber saiba seja sejam sejamos seletivos sentimento sentimentos sentir sera setembro sexo si simpatia sinais solidapso sozinho sucesso supere tamanho tamba tempo tenha the tipo toma torna total tra tristeza trofa universo utilidade valorizar vamos veja velho veneno verdade verdadeiro vida vive viver vontade vou

terça-feira, 28 de março de 2017

Permita-se chorar em velórios, nunca em um relacionamento


CONTI outra – Pamela Camocardi
25 de mar de 2017 20:25

Imagem de capa: Aba/shutterstock

Uma das melhores sensações da vida é envolver-se emocionalmente com alguém. E, talvez por essa razão, as pessoas estejam sempre buscando alguém disposto a isso.

O problema é que as pessoas definem o sentimento como o supra-sumo da vida e esquecem que ele está mais para uma comédia romântica do que para um amor de literatura.

Essa história de "amor é mágico" só serve para produções cinematográficas. Na vida real, o amor acontece de forma natural e se fortalece na resolução de problemas diários. Medir amor pelo número de viagens feitas, pelas declarações nas redes sociais e pelas fotos no Instagram é o mesmo que acreditar que irá ganhar na Loteria todos os dias.

O escritor Dale Carnegie, famoso por seus livros sobre relacionamentos sociais, escreveu: "uma das trágicas coisas que eu percebo na natureza humana é que todos nós tendemos a adiar o viver. Estamos todos sonhando com um mágico jardim de rosas no horizonte, ao invés de desfrutar das rosas que estão florescendo do lado de fora de nossas janelas hoje".

Quando as pessoas fogem de relacionamentos comuns, com pessoas comuns, por achar que o amor não é rotina, entram em uma busca desenfreada por paixões avassaladoras e curtas, sofrendo consequências graves com o desgaste emocional.

Em relacionamentos comuns as pessoas esquecem a data de aniversário, não notam o corte de cabelo e esquecem de pagar a conta de luz .Nos relacionamentos cinematográficos as datas importantes são comemoradas em um helicóptero, o café da manhã vira propaganda de margarina e as viagens são dignas de capa da Forbes.

Relacionamentos comuns, envolvem pessoas comuns dispostas a fazerem o amor dar certo. Ponto! Toda história envolve uma discussão por problemas banais, uma dose de ciúmes e um pedido de desculpas antes de dormir. O que torna a relação insuportável, é fazer das diferenças a terceira guerra mundial.

É preciso entender que para uma história ir além do primeiro encontro, o casal precisa respeitar as diferenças e aceitar o outro como ele é e não projetar expectativas no parceiro e "emburrar" todas as vezes em que ele te frustrar.

E daí que ele esqueceu a data em que vocês se conheceram? Isso não quer dizer que ele a ame menos. É apenas uma data! E daí que ela não mostrou a roupa nova que comprou? É apenas uma roupa. Se você se estressa com pequenos detalhes, o melhor a fazer é ficar solteiro.

Quando não há equilíbrio emocional na relação não há como seguir em frente. Se sua história está mais para um drama mexicano do que um amor real, está na hora de parar e reavaliar essa relação. Saramago chegou a comparar o sofrimento à loucura: "o sofrimento em silêncio, causa uma doença silenciosa: a Insanidade Mental".

Nenhum relacionamento que causa mais dor do que sorrisos é bom. Relacionamentos foram feitos para nos tornarmos pessoas melhores e para sermos mais felizes. Se há mais sofrimento que alegrias, é hora de fechar essa porta e seguir em frente.

Não tema o novo ou a solidão. Ambos são necessários para que você reconstruir sua autoestima e ter uma nova história de amor. Esvazie e limpe seu coração e siga seu caminho. Às vezes, a vida só está esperando o seu primeiro passo para te surpreender.

The post Permita-se chorar em velórios, nunca em um relacionamento appeared first on CONTI outra.